GRUPO DE AJUDA

GLOBALSAT

VISION SAT

MAXFLY

Z + IPTV

CS SAT BRASIL

TELECS

CS CHICO

NILTON CS

FUSION CS

100 MELHORES

CS TIAGO PIRES

PIPI SHOP

FREEOPEN

CS LIVE

RECEBA ATUALIZAÇÕES POR EMAIL

RECEBA ATUALIZAÇÕES POR EMAIL:

EQUIPE / AZDIGITALTV.COM

SES negocia chegada de canais em 4K para o Brasil na TV paga Confiram - 27/06/2018

19:52:00 |



SES negocia chegada de canais em 4K para o Brasil na TV paga Confiram - 27/06/2018




De acordo com as informações do jornalista Bruno do Amaral do Telvaviva, A SES está em negociação cinco canais com conteúdos 24 horas em 4K. A companhia ainda não divulga quais são as empresas estrangeiras porque ainda estão fechando registro na Ancine e começando a trabalhar com a dublagem e legendagem, mas elas já testam a transmissão do sinal de satélite para as operadoras. Segundo conta o vice-presidente de vendas da operadora satelital, Jurandir Pitsch, são conteúdos dos Estados Unidos e da Europa. "Não são canais premium, não tem Disney nem Discovery, são mais segmentados, de natureza, esporte, esporte radical, música e moda", explicou ele a este noticiário.


A ideia da operadora de satélites é aumentar a oferta de conteúdo em Ultra HD na região, especialmente para o período após a Copa do Mundo da Rússia. Por enquanto, a capacidade satelital é capaz de lidar com a demanda, embora o executivo reconheça que "quanto mais capacidade, melhor" para jogar o sinal para as cabaceiras de rede.


Por enquanto, a estratégia tem foco em solo firme. A companhia trabalha com uma plataforma, lançada em testes em abril, na qual distribui equipamentos em cabeceiras de rede e habilita conteúdos. Pitsch afirma ser uma fase ainda mais técnica, na qual os donos de conteúdos negociam com as operadoras e usam a solução da SES para demonstrar a viabilidade. "A gente espera que os primeiros contratos sejam feitos logo, lá para agosto e setembro, após a Copa", diz.


Como a demanda ainda é pequena, a empresa trabalha em um esquema de parceria com os produtores. "Deixamos o dono do conteúdo subir na nossa plataforma e ele só passa a pagar quando consegue fechar acordo de distribuição com Net, Oi, Claro etc., e ele consegue colocar sinal promo, sem custo, e passar a promover e mostrar o sinal. No dia em que fecha contratos, passa a remunerar. Não precisa gastar uplink e satélite até o momento em que começa a receber pela venda do conteúdo."


O objetivo da operadora satelital é impulsionar a criação de conteúdo, criando um ecossistema 4K que possa melhorar a visibilidade para programadoras, que acabam comprando mais capacidade para transmissão na resolução em satélite para os headends das operadoras. Isso porque a distribuição do sinal em Ultra HD necessita de pelo menos quatro vezes mais capacidade satelital. "Cada canal UHD são 18 MB por satélite, consegue colocar de três a quatro canais, dependendo do transponder. Com HD normal são sete ou oito canais", compara o executivo.


Mesmo assim, Jurandir Pitsch considera que a capacidade atual da SES para o mercado nacional é suficiente para atender a demanda no momento. A empresa lançou recentemente dois satélites – o SES-10, que entrou em operação em maio de 2017; e o SES-14, no começo deste ano. Este último já está na posição orbital 47,5º Oeste e começará a operar a partir de 1º de setembro. Em curto prazo, apenas os satélites de órbita média (MEO) da O3b é que deverão ser lançados com cobertura na região no início de 2019. "O próximo GEO é o SES-17 no final de 2020, e que é banda Ka pura, mas temos o SES-10 e o SES-14 para trabalhar nos próximos dois anos", afirma.
CURTA E COMPATILHEM EM NOSSAS REDES SOCIAIS !!!


GOOGLE + 


FANPAGE 


TWITTER


CLIQUE AQUI

GRUPO DO FACEBOOK

CLIQUE AQUI

GRUPOR TOCOMSAT BRASIL

CLIQUE AQUI

COMUNIDADE DO GOOGLE +

CLIQUE AQUI

CADASTRE E RECEBA ATUALIZAÇÕES EM SEU EMAIL !!!:




CADASTRE E VERIFIQUE NA LIXEIRA DE SEU EMAIL !!


0 comentários:

Postar um comentário